Siga nossas redes:

 
Formosa do Sul

Piscicultura em expansão

A produção de peixes se consolida no meio rural como alternativa de renda

Felipe Alípio
Foto: Felipe Alípio
Jantar do Peixe foi realizado na noite de sábado (25).

A piscicultura é uma prática antiga do meio rural, porém, nos últimos anos tem conquistado espaços importantes nas propriedades. A prática é uma rentável alternativa de fonte de renda, além de proporcionar melhor aproveitamento do solo. Em Formosa do Sul, a cultura ganhou espaço nos últimos anos, tanto que já figura entre as principais fontes de renda do setor primário.

Atualmente, a produção de peixes é a quarta maior fonte de renda do homem do campo, conforme levantamento da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente. O pescado fica atrás da avicultura, bovinocultura e produção de grãos. Acredita-se que existam mais de cem tanques em atividade no município.

O crescimento da produção de pescado é resultado de uma série de ações coletivas e implantação de políticas públicas de incentivo a produção.

Inicialmente, um estudo foi realizado para aferir a produção do pescado. Ele revelou que a região possui um potencial elevado para produção de peixes, pois as águas possuem temperaturas diferenciadas e isso favorece o crescimento e desenvolvimento dos alevinos.

Coube a Prefeitura estimular a organização e expansão da cadeia produtiva de pescados. Há cerca de nove anos, políticas de estímulo à produção de peixe foram instituídas. Por meio da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente foram disponibilizadas máquinas para abertura de novos tanques.

Segundo o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Fernando Alves Corrêa, cada agricultor tem direito há dez horas máquinas para trabalhar na propriedade. O tempo é destinado à abertura de novos poços ou a instalação de tanques.

Da mesma forma que as demais cadeias produtivas, a do peixe tem acompanhamento especializado. Uma parceria entre a Prefeitura e a Epagri proporciona profissionais capacitados para auxiliar no monitoramento da produção, da inserção dos animais aos tanques até a extração para venda.

* Matéria completa na edição impressa 415, de quarta-feira, 29 de março de 2017.

Imagens



capa jornal.jpg
 
logo vetor branco.png

Adjori/SC - Todos os direitos reservados

Travessa Raulino Lazarin, nº 39, Centro, São Lourenço do Oeste/SC , CEP 89.990-000
Fone (49) 3344-1400, e-mail:contato@destaqueregional.jor.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina