Siga nossas redes:

 
São Lourenço do Oeste

Cesta básica segue em alta

Com o valor médio em R$387,61, conjunto de alimentos se mantém em alta pelo terceiro mês consecutivo

Felipe Alípio
cesta
Foto: Felipe Alípio
Em outubro, pelo terceiro mês consecutivo a cesta básica fechou em alta.

A cada ida ao mercado, o receio de uma surpresa. Qual vai ser o valor dos produtos alimentícios? Receio de muitos gestores de casa é compreensível. Há meses os preços sofrem alterações, geralmente para cima.

Conforme pesquisa de preços realizada pelo Jornal Destaque Regional, no último trimestre o valor da cesta básica registrou aumento e segue em alta. Atualmente, o preço médio está em R$387,61.

Em relação a setembro, o valor final computou aumento de 1,75%. No período, o conjunto de alimentos foi orçado em R$380,94.

Na comparação com o mesmo período do ano passado, o atual valor está 15,83% mais alto. Em 2020, o conjunto de alimentos foi orçado em R$334,62.

Altas

Nos últimos 30 dias, as maiores oscilações foram sentidas no setor hortifrúti.

Campeã de valorização foi a batata. O quilo passou de R$3,09 para R$4,62. Valorização foi de 49,62%. Nas quitandas, o quilo é ofertado entre R$3,89 e R$4,99.

Tomate foi reajustado em 27,7%. Atualmente, as ofertas são de R$4,62, ante R$3,62 em setembro. Promoções variam entre R$3,79 e R$4,99.

Ambos os itens são influenciados por fatores climáticos. As oscilações de temperatura, aliada ao desabastecimento de água torna difícil a produção dos vegetais na região. Para atender a demanda de consumo, é necessário buscar o produto em outras regiões e até mesmo em outros estados.

Na linha pesada, três itens registaram aumento de preços. São eles: feijão, açúcar e óleo de soja.

Valor do feijão está 9,32% mais alto. O valor médio passou de R$6,22 para R$6,80. Nas promoções, o quilo é anunciado entre R$6,66 e R$6,99.

O óleo de soja registrou reajuste de 6,44%. A embalagem de 750 ml passou de R$7,82 para R$8,32 de valor médio. O item é encontrado por R$7,99 até R$8,99.

Com reajuste de 6,26%, o açúcar também entra nesta lista. O valor médio do quilo está R$3,70, ante R$3,48. Nas promoções, embalagens de cinco quilos são comercializadas entre R$16,99 e R$19,49.

Aumento de preços foi registrado ainda na farinha de trigo (1,16%), pão (2,04) e café em pó (0,26%).

Redução

Dos 13 itens que compõem a cesta básica, cinco registraram retração de preços.

Leite foi o item que registrou a maior redução. De setembro, quando tinha o valor médio de R$4,06, o litro passou a ter o valor médio de R$3,43. Retração foi de 15,5% ao litro. Nos mercados, o litro de leite varia de R$2,79 a R$3,99.

Carne é o item que mais impacta no valor da cesta básica. Neste mês, o item corresponde a 34,6% do valor da compra. Atualmente, o preço médio do quilo do corte mais em conta de bovino está em R$20,30. Em setembro, estava R$20,66. Oscilação foi de 1,63%.

Arroz registrou redução de valor em torno de 12%. O valor médio do quilo está R$3,45, ante R$4,06. Promoções de cinco quilos são anunciadas entre R$14,75 e R$19,99.

O que chama a atenção nos açougues é a diferença dos cortes de carne bovina. Até setembro, havia promoções que chegavam a R$16,99, atualmente estão em R$18,99. O retalho, que era ofertado em alguns estabelecimentos, deixou de ser vendido.

No hortifrúti, a banana registrou decréscimo de preço. Com o valor médio em R$2,85 ao quilo, ante R$3,12, houve redução de 8,5%. Nas fruteiras, promoções são anunciadas entre R$2,00 e R$3,99.

Pesquisa

A pesquisa da cesta básica é realizada pelo jornalismo do Destaque Regional. Como referência, usamos a lista de produtos e quantitativos do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

Levantamento de preços foi realizado na quinta-feira (7). Três mercados de São Lourenço do Oeste foram usados como referência na busca de preços.





capa jornal.jpg
 
logo vetor branco.png

Adjori/SC - Todos os direitos reservados

Travessa Raulino Lazarin, nº 39, Centro, São Lourenço do Oeste/SC , CEP 89.990-000
Fone (49) 3344-1400, e-mail:contato@destaqueregional.jor.br

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina